A Teoria da Escola Dualista

0
anúncios:
anúncios:

A teoria da escola dualista surgiu em 1971 marcando um pensamento criado por Establet e Baudelot. É importante você notar que esse pensamento entra com forte influência denunciando a escola em duas redes grandes: a escola do proletariado e a burguesa.

Sendo assim, para você conhecer sobre a atual realidade em que o mundo chegou hoje, a escola dualista teve impacto reflexivo. Ela também é conhecida como teorias crítico reprodutivistas e teve bastante importância para a reflexão de como tem sido a aprendizagem e a formação da educação na sociedade.

teoria2

publicidade:

De acordo com Establet, você e todo mundo, vive em uma sociedade dividida em classes. Por conta disso, é impossível que se tenha uma escola única já que a distância entre essas classes tem a ver com as condições sociais vividas por cada uma.

anúncios:

Para ele, existem duas escolas e por esse motivo esse pensamento obteve o nome de Teoria da Escola Dualista, ou seja, escolas divididas em duas.

Essa escola dualista não são apenas diferentes, elas são opostas, heterogêneas. Assim, reafirma que há uma divisão entre trabalho manual e intelectual.

anúncios:

Veja Também: Os significados e personagens das tirinhas da Mafalda

Baudelot e Establet – Fundadores da Teoria da Escola Dualista

Roger Establet e Christian Baudelot (ambos franceses) discorreram em 1971 a famosa “Escola capitalista na França”, o que se poderia já conhecer como crítica aos movimentos educacionais vividos nessa época.

Você pode notar que um dos pontos bem interessantes trata-se da crítica que esses autores fizeram aos seus compatriotas Bourdieu e Passeron (pensamentos opostos).

O livro escrito por eles traz a observação da contradição real entre a classe dominante e a classe dominada. Sendo assim, é possível você confirmar que leva em conta a força propulsora da ideologia que proletariado abarca ao longo dos anos.

Para Establet e Baudelot, se as pessoas vivem em uma sociedade dividida em classes, como foi dito acima, não é possível haver uma escola única, ou seja, que ensina de forma igual.

Há uma existência, na verdade, de duas escolas totalmente diferentes, antagônicas em todos os aspectos e sentidos.

As duas grandes redes de escolaridade são a secundária superior (SS) e a primária profissional (PP), correspondendo para a divisão da sociedade em proletariado e a burguesa.

A partir de muito cedo e você pode reparar isso, os filhos dos proletariados são destinados a não atingir níveis de ensino superiores, sendo encaminhados para atividades manuais. A escola, neste caso, tem a função de reproduzir as divisões sociais já existentes.

teoriaSendo assim, você pode observar que a escola reafirma a divisão entre o trabalho manual e intelectual, já que nessa dicotomia repousa a possibilidade material da manutenção da estrutura capitalista.

Diferentemente de Passeron e Bourdieu, para Establet e Baudelot o proletariado possui ideologia própria, que se origina fora da escola, nas diversas organizações de operários.

Por isso, cabe à escola não só incutir a ideologia burguesa, mas também recalcar e disfarçar a nascente ideologia do proletariado, o que torna algo quase impossível de fazer.

Teoria Crítico Reprodutivista – Características

As teorias reprodutivistas caracterizam-se por defender a teoria da violência simbólica e quem os criou foram os sociólogos franceses Pierre Bourdieu e Jean-Claude Passeron.

Essa teoria significa que as pessoas tinham que viver, pensar e agir de um determinado jeito sem que tivessem a mínima noção do que estavam fazendo.

critico-reprodutivistaDesse modo, a sociedade, cultura e os sistemas simbólicos de modo geral tornavam-se tendo poder e autonomia para definir o comportamento social.

Para eles, as instituições escolares são consideradas um meio de violência simbólica, pois reproduzem as regalias que há na sociedade como o acesso à escola de forma gratuita, o seu sucesso acadêmico, o ingresso a universidades.

Desse modo, tanto Bourdieu como Passeron, afirmam que esses privilégios e regalias eram destinados apenas aos mais favorecidos socialmente.

Eles foram opostos ao que o pensamento da teoria da escola dualista fomentou nesse período entre os anos 70 e 80.

Teorias Reprodutivistas em Vídeo

Quer dar também a sua contribuição sobre a teoria da escola dualista? Então, deixe seu comentário abaixo e compartilhe o seu conhecimento conosco!

Deixe um comentário!

anúncios:
COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA