Dissídio Coletivo (CLT)

publicidade:

O que é Dissídio? Dissídio é um substantivo masculino. Significa dissidência, antagonismo, desinteligência. Um combate não deixa de ser um dissídio. Mas a palavra é mais usada em relações trabalhistas. O dissídio coletivo se dá quando uma classe laboral entra em posição de discutir, reivindicar.

Chega-se à expressão “data do dissídio coletivo”, que é uma data em que a classe impôs uma negociação. Dissídios coletivos são ações propostas na Justiça do Trabalho, para solucionar questões que não puderam ser resolvidas pela negociação direta entre as partes.

dissidio coletivo

publicidade:

Quem tem direito ao dissídio? A empresa é obrigada a dar?

A empresa é obrigada a cumprir a Convenção Coletiva da Categoria ou o Dissídio Coletivo, em cujas cláusulas estão determinados os aumentos percentuais cabíveis.

publicidade:

A empresa poderá descontar do aumento que foi determinado, o percentual já garantido espontaneamente no curso dos 12 meses anteriores, a título de antecipação salarial.

Exemplo: a empresa concedeu 3% em junho. Em novembro é a data do dissídio coletivo (Convenção Coletiva), que ordena uma majoração salarial da ordem de 7%. Ela é obrigada a cumprir apenas 4%, pois 3% já foram concedidos.

Qual o Valor do dissídio?

Infelizmente não encontramos uma maneira de conseguir tal informação pela internet. Tente entrar em contato com o sindicato da categoria de sua empresa.

Atualização: Através do site da FIEP, é possível ter acesso a tabela de atualização de salários e dissídio do ano recorrente e anos anteriores.

publicidade:

Tabela de Reajuste salarial e de dissídio
http://www.fiepr.org.br/para-sindicatos/assistencia-sindical/tabela-de-reajuste-salarial—20142015-1-11188-243860.shtml

Deixe um comentário!

Um comentário em “Dissídio Coletivo (CLT)

  • janeiro 14, 2016 a 11:04 am
    Permalink

    Bom dia!

    Gostaria que me fosse esclarecido uma dúvida por favor!

    Moro em um condomínio onde a administradora informou que quando sair o dissídio dos porteiros, que será em março de 2016, deveremos pagar o retroativo até janeiro. Procede essa informação ou deverei iniciar o pagameto com o dissídio a partir da informação do aumento?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *