Diferenças entre: Furto, Roubo e Assalto

0
anúncios:
anúncios:

Você sabe qual é a diferença entre furto, roubo e assalto? Apesar de semelhantes, existem algumas características que diferenciam estes eventos. O objetivo do nosso artigo é informá-lo para que você entenda e saiba como distingui-los.

Muitas pessoas consideram que se trata da mesma coisa, no entanto as diferenças também podem envolver a gravidade do crime cometido.

publicidade:

Furto

O furto também é conhecido pelas siglas F.U.R.T.O – Frente Urbana de Trabalhos Organizados. A ação é caracterizada quando alguém se apropria de algo de outra pessoa sem estabelecer contato com ela. Um exemplo mais prático, é quando o ladrão entra em uma casa e leva para si os bens que estão lá dentro sem que os donos saibam ou estejam por perto.

anúncios:

Roubo

O roubo pode ser caracterizado quando o ladrão entra na residência e ameaça os donos e utiliza de violência física para conseguir aquilo que deseja. Legalmente o roubo é considerado um crime mais grave que o furto, pois envolve a vítima diretamente.

Aqueles que forem surpreendidos roubando podem pegar pena de 4 a 10 anos de detenção conforme descrito no código penal 157.

anúncios:

Já a pena para furto é de até 4 anos de prisão, conforme previsto no artigo 155 do código penal.

Assalto

Equivale ao roubo, porém não existe o termo no meio jurídico.

O código penal também prevê o esquema de apropriação indébita, que resumidamente é caracterizado quando alguém se apropria de algo que lhe foi emprestado, ou se nega a devolver.

Roubos e Furtos no Brasil

Segundo dados divulgados pelo Programa das Nações Unidas em 2011, o Brasil é o país com a terceira maior taxa de roubos na América Latina. A pesquisa aponta uma taxa de 572,7 para cada 100 mil habitantes.roubos

Foram 18 países analisados, sendo que a Argentina apresenta o incide de 973,3 roubos a cada 100 mil habitantes e México de 688 a cada 100 mil habitantes, ocupando as primeiras posições no ranking.

O relatório também demonstra que estes índices podem ser ainda maiores, pois existem crimes que não são relatados às autoridades. O estudo ainda revela e quanto maior as taxas, maior o impedimento de possibilitar que os países afetados consigam obter uma elevação no índice de desenvolvimento humano.

Veja Também: Notificação de Multas

Dentre os outros países que fazem parte da pesquisa são: Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Panamá, Paraguai e outros. Dos 18, 11 possuem a taxa de homicídio considerada epidêmicas, o que inclui o Brasil com a posição de 21 homicídios para cada 100 mil habitantes.

Houve também um crescimento das taxas de crimes na América Central, apesar de ter apresentado uma expansão econômica, o problema parece estar tendo um aumento preocupante para a região.

Dentre 5 em cada 10 habitantes entrevistados nos países analisados, relatam ter uma menor sensação de segurança, sendo que 65% passaram a não sair mais à noite e 13% já mudaram de bairro por se sentirem ameaçados.

Furtos e Assaltos – O Crescimento da Violência

Você sabe como isso pode se refletir no desenvolvimento da sociedade? Se os dados apresentados mostrassem uma situação diferente, com níveis de homicídio “aceitáveis”, estima-se que o índice de crescimento do Produto Interno Bruto poderia ser de até 0,5% maior, representando um potencial de aproximadamente US$ 24 milhões, o que equivale a mais ou menos R$55 milhões.

Através destas pesquisas fica claro que dados como a pobreza e o desemprego não são o suficiente para justificar o crescimento da violência. Podemos associar o problema ao rápido crescimento urbano e a baixa mobilidade social.

A criminalidade tem a ver com os problemas dos sistemas educacionais, pois sem boas condições, a população tem mais dificuldades para conseguir atingir a ascensão social de maneira adequada.

Os estupros são problemas decorrentes em vários países, sendo que o Brasil apresentou um aumento significativo na taxa entre os anos de 2005 e 2010 atingindo a marca de 106,2%, porém ainda ficando atrás da Bolívia e na República Dominicana.

Deixe um comentário!

anúncios:
COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA