Citologia Inflamatória

0
publicidade:

A saúde é fundamental para cumprir sonhos, objetivos e realizar simples tarefas do dia a dia, talvez você nunca tenha ouvido falar sobre citologia inflamatória, é um assunto pouco conhecido entre as mulheres, vamos falar um pouco sobre a saúde da mulher, o assunto de hoje é citologia inflamatória.

Citologia inflamatória, é quando certas células do útero sofrem infecção aguda. Essa infecção é detectada através dos chamados Papa Nicolau, Exame Preventivo ou citologia.

Segundo especialista da área, o útero sofre alguma mudanças, inchaço, mudança de forma, aumento ou diminuição, com certeza deve ser  algo muito desagradável e que requer cuidados. Todo as doenças tem cura, desde que, cuidado em tempo hábil.  Toda mulher que se preza vai ao médico a cada um ano no mínimo, e acima dos quarenta anos de preferência que vá a cada 6 meses. Os exames preventivos tem descoberto muitos problemas causados por bactérias, fungos, etc. E, quando descoberto em tempo, tem-se feito muitos milagres.

publicidade:

Acredito que devido a alimentação e um pouco de falta de cuidado o organismo tem sofrido degeneração ficando um pouco mais sensível e é onde as mulheres tem sofrido com muitas infecção no útero, colo do útero e adjacências.  Mulheres cuidadosas tem sofrido menos ou as vezes nem chega a passar por essas tribulações de saber que tem algum problema inflamatório.

publicidade:

Uma boa indicação médica vai ajudar no tratamento caso seu exame preventivo seja positivo Citologia inflamatório, dependendo a proporção da lesão somente o médico poderá indicar o melhor tratamento. E não esqueça tomar remédio sem prescrição médico é um erro, as vezes pode mascarar uma doença e o caso ficar bem pior.

Você sabe o que é a Citologia Inflamatória?

Citologia inflamatória, como o próprio nome diz é uma inflamação aguda que pode acontecer em certas células do útero, dando origem ao nome.

Como é detectada a Citologia Inflamatória

A infecção é detectada através de exame preventivo ou por meio da própria citologia, na biologia há diversos estudos, uma delas é o estudo da morfologia e desenvolvimento das funções celulares.

A citologia possui grande importância para identificar as lesões inflamatórias no trato genital, permitindo uma avaliação da reação inflamatória mais detalhada, determinando a sua intensidade, podendo observar a sua evolução e ainda apontar o agente causador.

citologia inflamatórioa

Sintomas da Citologia Inflamatória

A citologia inflamatória pode não apresentar sintomas, por isso é necessário exame preventivo, quando descobertos em estágios mais avançados, podem levar a certos agravamentos a saúde.

Saiba que a idade e o estado de saúde da mulher interferem diretamente na suscetibilidade a inflamação, em outras palavras, a imunidade e o quanto a mulher é saudável, pode contribuir ou não para a evolução da infecção.

No período fértil por exemplo, a mulher fica mais resistente, isso porque o revestimento epitelial age como barreira contra essas lesões, já crianças e mulheres na menopausa, tem maior índice de desenvolvimento da citologia inflamatória.

Os maiores sintomas relatados entres as mulheres são>

  • Dor na parte inferior da barriga
  • Sangramento fora do período menstrual
  • Corrimento de cor amarela, marrom ou cinza e com mau odor.
  • Sangramento durante ou após a relação sexual
  • Dor ao urinar
  • Dor durante a relação sexual.

Agravo da citologia inflamatória

Quando não tratada a citologia inflamatório o útero pode sofrer mudanças físicas e de nível macroscópico, isso porque o inchaço e eventual melhora, fazem com que tenha um efeito sanfona, diminuindo e aumentando, causando mudança a nível macroscópico.

Alcançar tal nível de mudança, pode causar várias alterações celulares no útero, como:

  • Anisocariose: é a diferença entre os núcleos.
  • Picnose: é a redução do volume nuclear e condensação da cromatina
  • Carriorrexe: é a fragamentação do núcleo picnotico
  • Cariolise: é a destruição nuclear da célula.
  • Aparecimento anormal de vácuos no citoplasma e hipercromatismo nuclear, devido a aumento da condensação da cromatina no núcleo.

Além das alterações celulares há as morfológicas, que é a migração de leucócitos e macrófagos, conhecidas como célula de defesa, para o local da inflamação e a reação vascular com formação de capilares.

Causas da citologia inflamatória

As causas podem ser diversas, as mais comuns são por:

  • Doenças sexualmente transmissíveis, como por exemplo gonorreia
  • Alergia ao material usado nos preservativos, como látex, diafragmas ou espermicidas.
  • Lesões proveniente de parto
  • Falta de higiene na região intima
  • Uso de métodos de limpeza, como duchas vaginais, com certa frequência, ou produtos que alterem o PH vaginal ou favoreçam o surgimento de microrganismos que causam a doença.

Tratamento da Citologia Inflamatória

Quando identificado a inflamação é possível um tratamento eficaz e ainda evitar o surgimento em eventuais situações, isso porque é possível identificar a sua causa. No entanto a não identificação do agente causador da infecção, o tratamento é realizado com ingestão de antibióticos ou antivirais.

No tratamento no caso de alergia, como látex, espermicidas ou qualquer outro, que tenha contato com a região interna do útero, é necessário parar de usar imediatamente e se preciso for, tomar anti-inflamatório para reduzir dor causada pela infecção.

Se a infecção ou inflamação não tiverem a atenção merecida, ou seja, recebam o tratamento devido com ajuda de profissional da área da saúde, pode expandir para regiões profundas do útero, podendo atingir outras partes como trompas e ovários, causando outras complicações.

Ao chegar nesse ponto serão necessários outros tipos de intervenção médica, que poderá chegar ao ponto de ministração de medicamento na veia para controlar a inflamação e no pior das hipóteses a remoção do útero.

O útero tem grande importância para as mulheres, por isso são necessários os cuidados preventivos, para que situações como essas sejam evitadas, o conhecimento da infecção é o primeiro passo para o tratamento eficaz, podendo identificar com antecedência, o tratamento é rápido.

Como dissemos, a identificação é por meio de exame, no entanto pequenos sintomas podem ser visíveis, que servem para alertara mulher a buscar ajuda e iniciar o tratamento o quanto antes, evitando possíveis complicações.

O corpo humano ainda há muito que ser desvendado pela ciência, mas use os conhecimentos atuais para manter sua vida saudável e manter a qualidade de vida em perfeita harmonia.

publicidade:

Se você gostou desse artigo, compartilhe com outras pessoas no facebook ou redes sociais e faça conhecido essa inflamação que é pouco conhecida pelo público feminino, assim poderão identificar e iniciar o tratamento o quanto antes.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA