Aranhas Não Venenosas

0
anúncios:

 

Algumas espécies de aranhas não são “venenosas”, embora elas possuam seus mecanismos de defesa, não são capazes de levar uma pessoa a óbito pela sua picada, o que não fazem de algumas destas espécies que iremos citar, menos temíveis.

Estima-se que existam 40.000 espécies diferentes de aranhas no mundo alcançando o posto de segunda maior na ordem dos aracnídeos, ficando apenas atrás dos Acari (ácaros).

anúncios:


No Brasil, as aranhas que apresentam mais perigos são: a viúva negra, armadeira e aranha-marrom. Um fato curioso é que as tarântulas são criadas como animais de estimação, pois não são animais venenosos, embora possua que ao se soltarem causam coceira e irritação.

anúncios:

A grosso modo, há quem diga que para saber se é ou não peçonhenta é só verificar se não produz teia, embora esta técnica não seja válida para todas as espécies, como é o caso da aranha-marrom, no entanto, utilizando-se desse recurso já podemos começar a identificar aquelas que podem ser consideradas mais nocivas.

Uma característica em comum é que todas as aranhas produzem seda, porém o material pode ter outras aplicações além da construção da teia, como por exemplo, temos a aranha saltadora, que faz o uso como uma espécie de “paraquedas” para que consiga controlar a sua decida com mais segurança. Outras espécies também utilizam a seda como uma forma de criar seus abrigos e telhados, ou como um revestimento para proteger os seus ovos de predadores.

anúncios:

Veja Também: Doenças que podem ser transmitidas por Baratas

Aranhas não venenosas – Veja as fotos delas

Mesothelae

mesothelae

Esta é uma espécie que representa as mais antigas e primitivas aranhas da terra, são mais comuns no sudeste da Ásia, China e Japão. Geralmente vivem em tocas forradas por teias e não possuem glândulas de veneno, embora tenham o mecanismo para fazê-lo através de suas presas.

Bagheera kiplingi

bagheera-kiplingi

A Bagheera kiplingi é uma aranha um tanto quanto curiosa, trata-se de uma espécie que é mais facilmente encontrada na América Central, no entanto é a primeira entre as 40 mil espécies existentes que se alimenta apenas de plantas, ou seja, uma aranha vegetariana!

Tarântula 

tarantulas

O que mais assusta em uma tarântula é o seu tamanho, elas são pertencentes à família Theraphosidae. Sua principal característica é possuir pernas longas, e o corpo totalmente revestido por cerdas.

Esta espécie é encontrada em regiões tropicais das Américas, Ásia, África e Oriente Médio. Em média podem atingir de 15 a 25 cm de comprimento, porém há também espécies que chegam aos 30 cm, a exemplo da aranha-comedora-de-pássaros (Theraphosa blondi).

Aranhas – Saiba Mais

As aranhas não veem os seres humanos como presas, elas não se escondem em gavetas, ou ficam à espreita, prontas para picar as pessoas. Quando uma aranha ataca o ser-humano é muito mais por uma questão de autodefesa, e isso só acontece quando nós invadimos seu território ou esconderijo, o mesmo acontece com as cobras.

O papel de promover o equilíbrio às pragas, como moscas, mosquitos, grilhos, gafanhotos, baratas e pulgões provêm desses aracnídeos. Além disso, os cientistas estudam formas de utilizar o veneno das aranhas peçonhentas medicinalmente, alguns estudos recentes apontam que existem espécies que podem auxiliar no tratamento da artrite. Há também relatos de que são eficientes para o tratamento de doenças cardíacas.

Ao contrário do que muita gente pensa, as aranhas podem ser sociais, apesar de que, não possuem a hierarquia social de animais mais desenvolvidos nesse sentido, a exemplo das abelhas, ainda sim, algumas espécies podem se reunir para dividir algumas tarefas especializadas.

Um estudo feito pela Universidade de Ohio, nos EUA, demonstra que as pessoas que tem medo de aranha tendem a “enxergá-las” maiores do que elas realmente são. A pesquisa reuniu pessoas com diferentes graus de aracnofobia para olhar diretamente a uma tarântula e desenhá-la em um papel para estimar o seu tamanho, o resultado é que quanto mais medo o indivíduo possuía, maior era seu desenho.

O resultado dos estudos e experimentos revelam um pouco mais sobre o horror e o medo que possuímos das aranhas, embora muitas delas possam causar grandes problemas a nossa saúde, a maneira mais eficiente de garantir a segurança é respeitando seu espaço.

Deixe um comentário!

anúncios:
COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA